Surto de MORTE Ocorre em Uma Casa de Saúde Canadense Após Vacinação em Massa de Pacientes e Funcionários

por Ethan Huff

O coronavírus Wuhan (Covid-19) está devastando o Cottonwoods Care Center em British Columbia (BC), Canadá, depois que os pacientes e membros da equipe foram vacinados em massa contra a suposta doença.

Relatórios indicam que muitos em Cottonwoods estão agora gravemente doentes ou morrendo devido as vacinas, que o governo e a grande mídia continuam alegando que irão “curar” a plandemia se todos concordarem em receber uma.

A oficial de saúde da província, Dra. Bonnie Henry, admitiu durante uma entrevista coletiva sobre o surto que ser apunhalado pelo vírus chinês não traz nada de benéfico, e na verdade é apenas para exibição ou virtude, sinalizando o direito de se gabar.

De acordo com Henry, dois funcionários e 10 residentes testaram “positivo” para a gripe de Wuhan depois de serem vacinados. Alguns desses casos ocorreram em pessoas que receberam ambas as doses da injeção experimental de terapia gênica de RNA mensageiro (mRNA) da Pfizer e da BioNTech.

Leia também: 10 Razões Que o SARS-CoV-2 é um Vírus Imaginário e Teórico

“Você pode ter transmissão mesmo quando as pessoas estão totalmente vacinadas”, disse Henry aos repórteres. “A doença parece ser mais branda e não transmite tanto [e] não veremos surtos explosivos rápidos.”

Acontece que o exato oposto do que Henry afirma ter ocorrido em Cottonwoods, onde aqueles que tomaram as injeções sofreram terríveis eventos adversos, incluindo a morte. Enquanto isso, o resto do BC, grande parte do qual não foi vacinado, parece estar bem.

Leia também: 10 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre as Vacinas Experimentais COVID

No final do mês, diz Henry, a província oferecerá uma nova orientação de saúde pública que permite o aumento da visitação em instituições de cuidados de longa duração, como Cottonwoods.

Henry, como você deve se lembrar, anunciou o primeiro caso conhecido do coronavírus Wuhan (Covid-19) em fevereiro passado. Um residente da área em seus 40 anos testou “positivo” e depois concordou em se auto-isolar voluntariamente.

Usar Máscara e Ser Espetado Parecem Ser Fatores de Risco Para Morte Prematura

Um aumento semelhante em ferimentos e mortes pós-vacinação também está sendo relatado em Israel, que tem algumas das restrições à gripe Wuhan mais draconianas do mundo.

Leia: RELATÓRIO: A Vacina de Coronavírus da Pfizer Matou 40 Vezes Mais Idosos do Que o Próprio Vírus Teria Matado

Em uma tentativa de ser o líder mundial em exigir que todos os residentes obtenham um “passaporte verde” mostrando que foram vacinados, Israel está observando um aumento generalizado de eventos adversos graves associados às injeções.

A situação é tão terrível que o Jerusalem Post foi compelido a publicar uma peça de propaganda tentando justificar as vacinas de vírus chinesas, alegando que elas ainda são benéficas, embora não façam absolutamente nada para proteger contra a propagação viral.

De acordo com o Prof. Jonathan Gershoni, da Escola Shmunis de Biomedicina e Pesquisa do Câncer da Universidade de Tel Aviv, há muitos fatores que levam a resultados negativos da vacinação contra o coronavírus Wuhan (Covid-19).

Uma delas são as diferentes “variantes” do vírus, diz ele, incluindo a chamada “variante do Reino Unido” que representa “a maioria das infecções” em Israel. Gershoni também afirma que a imunidade é “um jogo de números”, pois as vacinas aparentemente são incapazes de lidar com uma “grande quantidade de vírus”.

Leia também: A MENTIRA da Mutação COVID-19 Prova Que as Quarentenas São Projetadas Para Durar Para Sempre

“… Se alguém tem uma carga viral extremamente alta e liberta essa carga potente, é possível que esta grande quantidade de vírus possa romper a proteção existente e infectar a pessoa”, insiste Gershoni.

Outro fator são as pessoas insalubres que, apesar de vacinadas, ainda podem contrair, se espalhar e morrer com o vírus chinês. Em outras palavras, é o sistema imunológico de uma pessoa, não uma injeção química, que fornece proteção real contra doenças.

“Sabemos que algumas pessoas têm tendência a ser muito robustas e resistir a infecções, e outras pessoas podem ser um pouco mais sensíveis”, diz Gershoni.

“Ao falar em termos de vacinação de cinco milhões de pessoas em Israel, você está vendo todo o espectro de pessoas com vários níveis de competência imunológica.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: