Pesquisadores Alertam Que Vacinas COVID-19 Podem Causar Infecção Por HIV

As vacinas Covid-19 atualmente em desenvolvimento podem aumentar o risco de contrair o HIV, alertou um grupo de pesquisadores na revista médica The Lancet, potencialmente levando a um aumento nas infecções.

Os pesquisadores alertam para uma “história de advertência” dos esforços para criar uma vacina contra o HIV há mais de uma década, onde uma vacina candidata promissora na verdade aumentou o risco de alguns homens pegarem o vírus.

A vacina fez uso de um vírus modificado – chamado adenovírus 5 (Ad5) – como vetor para transportar parte do material genético do HIV para o corpo.

Relacionado: A MENTIRA da Mutação COVID-19 Prova Que as Quarentenas São Projetadas Para Durar Para Sempre

O Ad5 é usado como um vetor em algumas vacinas Covid-19 – a Science identifica quatro desses candidatos que estão atualmente passando por testes clínicos em vários países ao redor do mundo, incluindo os EUA, com dois testes de fase 3 em grande escala em andamento na Rússia e no Paquistão.

Os pesquisadores enfatizaram a necessidade de compreender o papel que o Ad5 pode desempenhar no aumento dos riscos de HIV em populações vulneráveis ​​antes de desenvolver e implantar vacinas usando o vetor, acrescentando que os documentos de consentimento informado devem refletir a “literatura considerável” sobre o risco de aquisição de HIV com Ad5 vetores.

Leia também: A Simulação da ‘PANDEMIA de SPARS 2025-2028’ Detalha Uma Nova PLANdemia de Coronavirus que seguirá COVID-19

Conforme relatado pelo GreatGameIndia, recentemente a Austrália cancelou um acordo de vacina contra o coronavírus de um bilhão de dólares depois que vários participantes do ensaio testaram HIV positivo.

Até o cientista de vacinas australiano Nikolai Petrovsky alertou o governo sobre o risco de incluir o HIV em uma vacina meses antes de o acordo de $1 bilhão de dólares ser assinado.

Relacionado: Cientista-Chefe da OMS Adverte Que “Nenhuma Evidência da Vacina COVID Impedir a Transmissão Viral”

Como GreatGameIndia relatou anteriormente, em fevereiro, um grupo de cientistas indianos descobriu que o Coronavirus foi desenvolvido com inserções semelhantes à AIDS. O estudo concluiu que era improvável que um vírus adquirisse essas inserções únicas naturalmente em um curto período de tempo.

Embora o estudo tenha sido retirado depois de ter atraído fortes críticas de especialistas em mídia social, Luc Montagnier, o próprio virologista francês ganhador do Prêmio Nobel confirmou as conclusões do estudo.

O estudo concluiu que é por causa dessas 4 novas inserções do tipo AIDS no Coronavírus que o vírus se espalhou para os humanos, originalmente conhecido apenas por infectar animais.

Relacioando: CORONAVIRUS: INFECÇÕES VIRAIS OU DOENÇA POR RADIAÇÃO 5G?

Essas proteínas são críticas para que os vírus identifiquem e se fixem nas células hospedeiras e para a montagem viral. Uma vez que as proteínas de superfície são responsáveis ​​pelo tropismo do hospedeiro, as mudanças nessas proteínas implicam em uma mudança na especificidade do vírus do hospedeiro. De acordo com relatórios da China, houve um ganho de especificidade do hospedeiro no caso 2019-nCoV, pois o vírus era originalmente conhecido por infectar animais e não humanos, mas após as mutações, ele ganhou tropismo também para humanos.

O estudo dá crédito aos relatórios anteriores do GreatGameIndia sobre como o Coronavirus foi desenvolvido em um laboratório e transformado em arma. Agora foi revelado através de e-mails obtidos através de solicitações de registros públicos que a “origem natural do Coronavirus” era um mito orquestrado.

Relacionado: Diretor da OMS Tornou-se Totalmente Ditador Comunista: as Restrições do COVID Continuarão Mesmo Após a Vacina

Os e-mails obtidos pela US Right to Know mostram que uma declaração no The Lancet de autoria de 27 proeminentes cientistas de saúde pública condenando “teorias da conspiração que sugerem que COVID-19 não tem uma origem natural” foi organizada por funcionários da EcoHealth Alliance, um grupo sem fins lucrativos que recebeu milhões de dólares de financiamento do contribuinte dos EUA para manipular geneticamente coronavírus com cientistas do Instituto de Virologia de Wuhan.

Os e-mails mostram que o presidente da EcoHealth Alliance, Peter Daszak, redigiu a declaração do Lancet e que pretendia que ela “não fosse identificável como proveniente de qualquer organização ou pessoa”, mas sim como “simplesmente uma carta de cientistas importantes”. Daszak escreveu que queria “evitar a aparência de uma declaração política”.

Leia também: Outro Informante do Vaticano: COVID Está Sendo Usado Por “Certas Forças” Para Promover Sua “Agenda do Mal”

Enquanto isso, a China começou a usar medicamentos para a AIDS para o tratamento do Coronavírus. A China está usando os medicamentos para HIV da AbbVie Inc. como um tratamento ad-hoc para a pneumonia causada pelo novo coronavírus, enquanto a busca global por uma cura continua.


GrearGameIndia.com


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: